Os álbuns mais esperados de 2022: de Iza a Ozzy, veja grandes lançamentos previstos.

Os álbuns mais esperados de 2022: de Iza a Ozzy, veja grandes lançamentos previstos.

Por Rodrigo Ortega e Mauro Ferreira, g1
06/01/2022 06h01 Atualizado há 2 semanas

Dá para dividir em alguns grupos os álbuns mais esperados para 2022:
   Cantoras brasileiras que já iniciaram o projeto do novo álbum, lançaram singles, e agora deixam os fãs ansiosos pela entrega: Anitta e Iza.


   Retornos de ídolos do rock que devem ser pontos de partida para grandes turnês: Red Hot Chili Peppers, Ozzy Osbourne, Arctic Monkeys e Planet Hemp.
   
   Princesas do emo que estavam meio sumidas e agora aproveitam o revival do pop-punk para voltar às guitarras de raiz: Avril Lavigne e Paramore.
   
   Rappers mulheres que lançaram álbuns bombásticos, singles de sucesso, mas estão devendo uma sequência: Lizzo e Cardi B.

   Astros gringos no auge que prometem superproduções comerciais: The Weeknd, Charli XCX, Camila Cabello.
   
   Veteranos brasileiros que seguem na ativa em graus variados de renovação artística: Elza Soares, Tom Zé, Erasmo Carlos e Simone.

   Veja no vídeo acima os 10 álbuns internacionais e 10 nacionais mais esperados para 2022. Abaixo, leia mais sobre cada um:




   The Weeknd - 'Dawn FM' - 7 de janeiro

   O 1º acontecimento pop de 2022 será o quinto álbum do canadense, anunciado de última hora, sucessor do bem-sucedido "After Hours", com participação até de Jim Carrey.

   Charlie XCX - 'Crash' - 18 de março

A ousada cantora britânica promete que seu quinto álbum será o mais comercial até hoje, com muito R&B e inspirada em Janet Jackson.

   Camila Cabello - 'Familia' (sem data)

    Camila Cabello canta no Grammy 2020 — Foto: KEVORK DJANSEZIAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

A cantora vem ao Rock in Rio mostrar sua era pós-Cinderella: agora ela vai mostrar seu lado latina festeira, resgatando as origens familiares cubanas.

   Avril Lavigne (sem título e data)

Também no Rock in Rio, a cantora canadense diz que o novo álbum será uma 'carta de amor às mulheres' com pop-punk raiz inspirado em Green Day.

   
   Paramore (sem título e data)

Hayley Williams larga suas empreitadas solo e aproveita o revival do pop-punk no primeiro álbum do grupo em cinco anos.

   Red Hot Chili Peppers (1º semestre, sem título)

O 1º álbum com o guitarrista John Frusciante em 16 anos vai puxar uma megaturnê que está sendo anunciada desde já, mas sem o Brasil ainda entre os destinos confirmados.

Ozzy Osbourne (1º semestre, sem título)

 Ozzy Osbourne — Foto: Mario Anzuoni/Reuters

Aos 73 anos, ele se junta ao antigo parceiro Zakk Wylde, que participa de todas as faixas - e ainda deve contar com guitarras pontuais de Tony Iommi e Jeff Beck.

   Arctic Monkeys (sem título e data)

O sétimo álbum deve seguir o estilo acústico do anterior, o estranho "Tranquility Base Hotel & Casino", e sair antes de agosto, quando eles iniciam turnê.

Lizzo (sem título e data)

A cantora americana disse ao g1 que tem 130 músicas escritas para o álbum, que mostram uma 'versão (ainda) mais confiante' dela mesma.

   Cardi B (sem título e data)

Após o estouro em 2018 e a incrível sequência de hits avulsos como "WAP" e "Taki taki", finalmente vem aí o 2º álbum. Como ela é fã de pop brasileiro, dá até para esperar algum toque nosso...



Veja os lançamentos nacionais:

Anitta - 'Girl from Rio' (primeiro semestre)

 Anitta mostrou o Rio que conhece em 'Girl From Rio' — Foto: Divulgação

Deste ano, não passa. A gravadora Warner Music já confirmou que o quinto álbum de estúdio de Anitta chega ao mundo em 2022, após vários retoques feitos pela cantora, com músicas em inglês, espanhol e português.

Criolo – 'Diário do caos' (março)

De volta ao rap após elegantes pisadas pelo terreno do samba, o artista lança álbum com músicas contundentes como "Fellini", "Sistema obtuso" e "Cleane".

Alaíde Costa (sem título e data)

Aos 86 anos, a cantora carioca se conecta com o rapper paulistano Emicida, autor da maioria das letras do álbum em que Alaíde abre improvável parceria com Nando Reis. O repertório inclui melodias de Francis Hime, Guinga, Joyce Moreno e Marcos Valle.

Erasmo Carlos – 'O futuro pertence à... Jovem Guarda' (entre fevereiro e março)

Aos 80 anos, o Tremendão insiste no cancioneiro da juventude dos anos 1960. Mas grava somente músicas inéditas na voz dele, revivendo sucessos de Demetrius ("Ritmo da chuva"), Eduardo Araújo ("O bom"), Golden Boys ("Alguém na multidão"), Leno & Lilian ("Devolva-me"), do amigo de fé Roberto Carlos ("Esqueça") e dos Vips ("A volta").

Planet Hemp (sem título e data)


A ex-quadrilha do Homem Fumaça volta a riscar o céu, com nuvens de fumaça, no primeiro álbum de estúdio em 22 anos. A banda carioca reintegra Gustavo Black Alien em algumas faixas do disco e se junta com Criolo em "Distopia".

Elza Soares (sem título e data)

No ano em que completa 92 anos, a cantora volta ao disco em dose dupla. Lança álbum de estúdio e também o registro audiovisual de show programado para ser gravado em 17 e 18 de janeiro em São Paulo.

Iza (sem título e data)

A cantora veio adiando o segundo álbum, mas lança enfim o sucessor de Dona de mim (2018), quatro anos após a estreia retumbante. Sem romper a conexão bem-sucedida com o trio Dogz (Pablo Bispo, Ruxell e Sergio Santos), Iza se conecta com nomes como Rafinha RSQ, produtor da já conhecida faixa "Sem filtro".

Bala Desejo – Sim sim sim (janeiro)

O quarteto carioca formado por Dora Morelenbaum, Julia Mestre, Lucas Nunes e Zé Ibarra debuta com álbum de repertório autoral, transitando por frevo ("Recarnaval"), reggae ("Chama floresta") e soul ("Muito só").

Simone (sem titulo e data)

 Simone — Foto: Rodrigo Marques / Divulgação

Um dos ícones da MPB dos anos 1970, a cantora lança o primeiro álbum em oito anos, mais uma vez pela gravadora Biscoito Fino. O repertório é mantido em sigilo, mas é prevista conexão com Zélia Duncan.

Tom Zé – Língua brasileira (primeiro trimestre)

O cantor apresenta álbum com repertório inédito composto para peça encenada sob direção de Filipe Hirsch. Mas a música-título "Língua brasileira" é de 2003.



Categoria:Música

Deixe seu Comentário