Já declararam que votam em Bolsonaro e o admiram: Zezé di Camargo, Sérgio Reis, Gusttavo Lima, Bruno (da dupla com Marrone) e Chrystian (da dupla com Ralf)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Faltando menos de duas semanas para as eleições, Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disputam a dianteira da corrida presidencial e o coração de muitos famosos. Capazes de influenciarem o eleitorado, são várias as celebridades que já deixam claro suas posições. No caso do presidente, os sertanejos, por exemplo, têm seguido firme ao seu lado.

Já declararam que votam nele e o admiram: Zezé di Camargo, Sérgio Reis, Gusttavo Lima, Bruno (da dupla com Marrone) e Chrystian (da dupla com Ralf). Ainda na música, devem votar em Bolsonaro os roqueiros Roger (Ultraje a Rigor) e Digão (Raimundos), além de Latino. Outros apoiadores famosos são: Ratinho, Ronaldinho Gaúcho, Andressa Urach e Thiago Gagliasso.

O apoio público mais recente entre as celebridades veio do ator Malvino Salvador que, no último dia 6, saiu em defesa do candidato à reeleição ao participar do podcast "Cara a Tapa". Malvino classificou Bolsonaro como uma pessoa de "boas intenções", que vem sendo "massacrado pela mídia de uma forma desonesta".

Abre parênteses. O ator é casado com a comentarista e lutadora de jiu-jítsu Kyra Gracie, do tradicional clã de lutadores do qual também faz parte seu tio Renzo, radicado nos Estados Unidos. Em 2019, Bolsonaro o agraciou com o título de "embaixador do turismo brasileiro", assim como fez com Ronaldinho Gaúcho.

Um mês após a honraria, Renzo se envolveu em um incidente diplomático com a França, ao chamar o presidente do país, Emmanuel Macron, de "palhaço". Para Renzo, o político tinha "um pescoço de franga", e sua mulher, a primeira-dama Brigitte, era "um dragão". Fecha parênteses.

Quem também aderiu com força total à campanha bolsonarista foi o promoter, ex-apresentador de TV e ex-faz-tudo de Gal Costa (ele era um mix de assessor de imprensa com secretário particular), Amin Khader. Mais do que apoiar, ele se declarou ao presidente. "Te amo", escreveu, no Instagram.

Ex-galã, conservador e contemporâneo de Mario Frias, o ator Felipe Folgosi, 48, não só vinha apoiando e elogiando Bolsonaro em suas redes, como seguiu seu caminho: ele também filiou-se ao PL e lançou-se candidato a deputado federal por São Paulo. "7 de setembro vai ser o prego no caixão do TSE. Vamos comemorar a nossa independência dessa esquerda maldita, em nome de Jesus", conclama ele, ao fazer campanha em sua conta no Instagram.

21/09/22 20:45 ‧ HÁ 11 HORAS POR FOLHAPRESS



Deixe seu Comentário